sexta-feira, 22 de abril de 2016

POR QUE EU ESCOLHI O JORNALISMO?


"Mas Laura, por que Jornalismo?" A resposta definitiva para essa pergunta nunca esteve totalmente formada na minha cabeça, mas vou começar do início de tudo. 



Desde pequena eu sempre tive uma paixão gigantesca pela leitura e pela escrita, mesmo que involuntariamente, eu sempre deixei bem claro que eu era de humanas sem um pingo de dúvidas. Sempre fui uma criança quieta, observadora e criativa, amava ler e escrever minhas próprias histórias (prouzia meus próprios livros com apenas 6 anos de idade).Mas, mesmo com esse dom inexplicável, sempre quando me faziam a famosa pergunta "O que você quer ser quando crescer?" Minhas respostas sempre eram "Veterinaria, bailarina ou dentista".
Até que por volta de 2008 deu início a um dos períodos mais difíceis pra mim. O período em que eu deixei de ser eu mesma por medo do que as pessoas iam pensar, o período em que eu não me aceitava e não conseguia gostar de mim por motivos de piadas, humilhações e o famoso "bullying". 
Contudo, eu não conseguiar colocar meus sentimentos pra fora, não conseguia desabafar e conversar com ninguém além de um papel e uma caneta. E foi a partir daí que tudo começou... A minha paixão pela escrita se renovou depois de um bom tempo, e conforme eu ia fazendo meus textos de acordo com o que eu sentia, o amor foi aumentando e em 2011 me fizeram a mesma pergunta que me fizeram anos atrás: "O que você quer ser quando crescer?", mas dessa vez eu não achei respostas, nenhuma profissão se encaixava e eu não me via exercendo nenhuma delas. Até que eu perguntei para a minha mãe, e ela me fez enxergar o meu amor por livros e por palavras, disse que eu tinha muita facilidade em redação, português, gramática e citou o Jornalismo como ideia. E finalmente caiu a minha ficha, era isso que eu queria fazer, era o jornalismo que combinava comigo e eu passei a levar isso como lição até hoje, "ás vezes tudo o que você precisa, se encontra bem embaixo do seu nariz". 
Enfim, começei a pesquisar sobre a profissão e conforme eu ia me aprofundando, eu via que fiz a escolha certa. Pois pra mim, não há nada mais motivador do que ver uma reportagem na televisão, ler textos de blogs famosos, pesquisar sobre fotografia, fotografar, ler jornais e principalmente: revistas! Que sempre vão ser o melhor meio de comunicação jornalístico pra mim. 
Por fim, essa é a minha história com o Jornalismo. E hoje mesmo com 16 anos, sou grata à todos que me apioam e em especial, a minha mãe! Que me fez abrir os olhos para o mundo em que me espera! Me desejem sorte!  

 Com muito amor, Laura.



                                  

7 comentários :

  1. Amei que texto lindo, eu passei por isso, não sabia qual profissão escolher, e como sou de humanas eu também pensei no caso do jornalismo, até ano passado eu queria (muita gente falando que era melhor do que moda), mas não, a gente tem que escolher o que realmente gostamos, não apenas pelo dinheiro, mais sim pelo amor aquilo.
    Adorei o post, seu blog é lindo, você é uma fofa haha..
    Bjs *-*
    freemodernage.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! O mais importante é fazer sempre o que te dá mais satisfação!
      Muito obrigada <3

      Excluir
  2. tb tive mto amor em escrever desde criança!! faça o q te faz feliz =D ♡♡♡ tem news no BLOG vem ver www.signoritablog.com

    ResponderExcluir
  3. Que delícia descobrir uma paixão assim, né? Desejo tudo de bom nesse seu novo caminho! Beijos!
    Blog Vintee5 | Canal Vintee5

    ResponderExcluir
  4. Amei, também tenho 16 anos e sou apaixonada pelo jornalismo <3 http://universodecifrado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Já pensei em ser jornalista também, Laura! Mas aí acabei mudando de ideia e descobri vocação para as áreas de comunicação na internet. Estou em dúvida entre Marketing, Relações Públicas... Mas tô achando que vai dar Marketing mesmo! ushausaus ♥

    Um cheiro!

    ResponderExcluir