quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Quero um amor...



Quero um amor tranquilo. Um amor que saiba se por no seu lugar e no meu ao mesmo tempo, que saiba sentir suas dores e saber dividi-lás comigo. Quero um amor que não se importe com o meu prato enorme de comida ou quantos kg eu engordei semana passada. Quero um amor que saiba ver as minhas qualidades, mas ao mesmo tempo, ame meus defeitos e me faça ser uma pessoa melhor. Quero um amor puro e verdadeiro, daqueles que não se mede esforços por me fazer sorrir e me sentir importante. Quero um amor que viva a vida intensamente e que me faça sentir algumas de suas aventuras mirabolantes e sinistras. 
Quero um amor diferente, autêntico, que não seja príncipe e nem sapo. Quero um amor que erre e que enxergue seus erros. Quero um amor que descuta, tenha várias opiniões contrárias á minha e que me faça enxergar o mundo de uma forma mais complexa. Quero um amor que nem sempre esteja do meu lado e que me faça querer ver a verdade por mais difícil que ela seja. Quero um amor que ri e que faça os outros rirem, assim, sem preconceitos e esteriótipos. Rir apenas por rir. Quero um amor que não me canse e esqueça o horário certo de voltar pra casa. Quero um amor que me veja sem maquiagem e completamente casual e ainda me ache linda. Quero um amor que me tire do sério e faça boas e ridículas piadas. Quero um amor bonito, bonito por fora e absurdamente lindo por dentro. 
Na verdade, esqueça tudo o que eu disse. Eu quero um amor sim. Mas quero um amor que antes de tudo, me faça realmente bem. 









Nenhum comentário :

Postar um comentário